quinta-feira, 16 de maio de 2013

A "Coerência' do Padre Beto, O Excomungado.




"Antes de me excomungar, o bispo me deu uma carta de advertência. Eu deveria retirar todos os meus vídeos das redes sociais e parar de falar sobre o assunto. Eu fiquei na dúvida. Eu deveria ficar com a minha coerência ou obedecer a um voto de obediência? Optei pela coerência"


Essa semana vi uma entrevista com o Padre Beto que foi excomungado da Igreja católica, quero fazer algumas observações:


Primeiro o Padre Beto falou sobre amor ao próximo e chama a igreja de hipócrita, Dizendo que a Igreja afirma amar os homossexuais, mas não aceita a suas práticas.
Ele confunde amar o próximo com apoiar  a prática do pecado.
O pai aceita o filho, por que o ama, mas nenhum pai vai aceitar o erro do filho.
Agora, se eu não concordar e não aceitar uma atitude errada do meu filho não quer dizer que eu não o amo.
A igreja não tem a obrigação de se conformar aos padrões do mundo,
Se todo mundo come carne de porco, isso não quer dizer que a igreja tem que aceitar a carne suína.
A igreja cristã segue a bíblia, e aquilo que a bíblia diz que é errado, pra mim é errado.

A religião está aí, não para agradar este ou aquele. Mas, sim para pregar aquilo que crê.
Tentar mudar uma religião por se achar rejeitado ou por querer continuar com o mesmo modo de vida descompromissada com aquilo que essa religião prega, é no mínimo uma tolice muito grande, pois é só sair dessa religião! Não tente mudar aquilo que é doutrina por mais de dois mil anos. Sai fora! Não sou Católico, mas que tolo é esse padre. Funda uma religião que pense como ele!
“Um indivíduo que não vive bem a sua sexualidade, é um indivíduo que vai ter problemas mais tarde”


O Padre fala que toda a moral sexual precisa ser revisto e renovado e incentiva um garoto a praticar masturbação e ainda diz em tom de brincadeira que “sempre manteve em dia o 5 contra 1”

Acho que isso é a ultima coisa que eu gostaria de ouvir de um líder religioso.
A Adolescência é uma fase conturbada onde  a pessoa que ama a Deus e quer se manter firme em santidade precisa além da atitude, da ajuda de alguém mais velho, mais experiente, um pai na fé.
Os jovens precisam de um referencial, estão cheios de dúvidas e sabem o que é certo e errado. O que os jovens precisam é de alguém que o ajude e o leve a um nível de intimidade e santidade. Qual é o líder que incentiva os fiéis a viver na prática do pecado?


Sobre o Dízimo ele diz que deveria ser opcional, enquanto a bíblia diz e Malaquias 3:10 que aquele que não dá o Dizimo está roubando de Deus.Também disse que o adultério se uma das partes concordar, não é pecado ter relações extra-conjugais se ao conjugue sabe e concorda com isso.


Esse homem não sabe o que diz, ele conhece de bíblia mas não conhece o Deus da bíblia. O que ele está fazendo é se aproveitar do sucesso e da mídia para aparecer e se auto-promover.
Ele abriu mão de toda a verdade que a bíblia prega para falar o que o mundo quer ouvir, mas um sacerdote de Deus não foi chamado para falar o que o povo quer  e sim o que Deus quer que ele fale, mesmo que isso custe o seu pescoço. foi assim com joão batista e vários Apóstolos que morreram por pregar a verdade.

Acho engraçado a atitude da mídia em geral que apedreja um homem de Deus por defender os valores de fé que a bíblia ensina, e por outro lado aplaude e apoia um homem que mesmo depois de 14 anos vivendo para servir a Deus deixou-se iludir e negou a sua fé.