quarta-feira, 15 de maio de 2013

Confissões de um assassino


Nosso país está se desenvolvendo, mas a criminalidade também está crescendo cada vez mais. O que será que se passa na cabeça de um bandido nos dias de hoje? acho que seria mais ou menos assim...


"Olha meu irmão, matar ainda é a maior diversão, você já matou alguém?  não? não sabe o que está perdendo, o prazer de sair ali co uma metralhadora no tiro ao alvo, os otários levando susto. é de matar de rir, a cara do babaca voltando do trabalho e a gente acertando ele ali na porta de casa dá uma adrenalina legal.
Parece que fica tudo bonito em volta, estamos aprendendo muito com os craques lá do oriente, os nossos ataques como os deles não são previsíveis, a gente sai armado e o acaso nos leva até as vítimas e é até melhor mesmo que sejam inocentes para que ninguém se sinta mais mesmo protegidos.
Estamos fazendo agora meus irmãos, é terrorismo. mas há uma diferença entre os nossos presuntos, e os presuntos do oriente, lá eles matam por religião, por uma causa política, nós não, a gente não pensa em ir para o céu feito os homens bomba, mas como você quer saber, sim, eu digo: há um  prazer nisso tudo, eu devo confessar, o grande prazer é matar neles a nossa vida escrota, ordinária, matar neles o nosso destino miserável, entendeu?
A gente gosta até mesmo de exibir, de jogar na cara dos playboy a nossa ferocidade. tem que dar medo neles, outro dia a gente decapitou dois x9, dá trabalho, esguicha muito sangue, tanto que a gene cobre o rosto do elemento com uma toalha na hora da degola, mas dá trabalho, bala é melhor, é mais prático.
Como é bom ser mau não é? aqueles babacas de Boston fizeram aquilo por prazer, mas foram otários e dançaram. aqui não, outro dia no botequim que tinha uns babaca dentro quando a gente tacou fogo, o neon ficou até mais bonito, mais forte, ficou tudo mais luminoso. A morte matada parece um milagre, os caras que estavam ali, folgando bebendo e rindo, levam chumbo e de repente ficam todos quetinhos, obedientes, não se mechem mais, é super legal.
os caras viram coisas, eu confesso amigo leitor que me sinto leve nessas paradas. E tem mais, a gente não gosta de matar na moita não, os presuntos tem que ser vistos, ali  caídos  afinal fomos nós que criamos tudo aquilo, legal é o prazer de abrir uma cerveja, acender um baseado e fiar vendo na televisão a nossa obra. É uma curtição danada, parece uma exposição de pintura, uma instalação. Aqueles corpos na estrada em posições diferentes, as autoridades falando em providencias, é o maior barato ver aquilo. Dá orgulho, dá vontade de sair na rua e gritar: Fui eu, Fui eu!"

______________________________________________
Meu Comentário

Virou bagunça, 
Bandidos matando criança, mães ensinando filhos a maltratar cachorrinhos, estupros dentro de ônibus, metrô e pelos próprios pais em casa, é terrorista pra todo lado, e os piores estão aqui, pertinho de nós.
Parece que cada vez mais as coisas vão piorando.
o que precisamos , principalmente aqui no Brasil, é de leis que funcionam, e de pessoas que cumpram e façam essas leis funcionar.Precisamos que os nossos representantes parem de olhar para o próprio umbigo e comecem a lutar pelos direitos dos seus eleitores,  saúde, educação e segurança.
Só existem tantos criminosos hoje em dia por que as pessoas sabem que não vão ser punidas.
Enquanto isso, esses monstros terroristas estão fazendo o que querem nas ruas das cidades brasileiras,
roubam, e não satisfeitos, matam só para ver o sangue escorrer.
Oh, e agora, quem poderá nos defender?