terça-feira, 23 de abril de 2013

Marco Feliciano e os Homens Bomba Gospel

Vou fazer apenas um breve comentário sobre o post de Julio Severo

“É engraçado, me perdoe a indelicadeza, heresia e falta de modéstia, mas as vezes acho que se eu fosse Deus eu faria melhor do que Ele, vejam se concordam comigo... Colocaria o pastor [Marco Feliciano] para ter derrame.”

Essa frase foi dita pelo Rev. Marcos Amaral em seu blog
Bom, o que esperar de um pastor que deseja o mal para o seu próximo. alguém equilibrado talvez diria apenas que o Pastor Marco Feliciano devesse sair da CDHM (coisa que eu não concordo) mas desejar o mal ao próximo? isso é anti bíblico é anti-ético e por aí nós vemos o retrato de muitos lideres no nosso meio que não tem se quer o mínimo que se espera de um cristão: Amar a Deus sobre todas as coisas e ao teu próximo como a ti mesmo. Se não é capaz de amar um pastor que é um irmão na fé que tem cristo como base espiritual e a bíblia como manual de fé, que defende a família e a liberdade de expressão e religiosa, como amará os que estão perdidos no mundo precisando de salvação? Todo esse debate em torno do Marco Feliciano tem servido para mostrar quem são verdadeiramente os nossos lideres, os pastores do Brasil. alguns apoiam, outros não apoiam e ainda outros faltam desejar a morte do pastor Feliciano.

Corremos o risco de nos tornar extremistas, radicais religiosos, homens bomba. já que ultimamente estamos falando muito sobre esse tema, Cuidado também você ao defender o Feliciano para você não se tornar um ativista religioso intolerante. Esse sentimento de perseguição que está sendo gerado entre os Cristãos (e eu creio que realmente há uma perseguição) pode nos levar a buscar justiça própria e isso está errado. não podemos agir como eles, e um belo exemplo que demos como Cristãos foi aquele manifesto pacífico na câmara contra os condenados do mensalão, temos que agir diferente deles e se eles vem contra nós com calúnias e ódio devemos responder a eles com o amor de Deus

Tenho percebido ultimamente que esse caso do pastor Marco Feliciano que divide opiniões até mesmo entre nós cristãos, tem deixado muitas pessoas com os ânimos a flor da pele, parecem panelas de pressão prontas a explodir de raiva contra os ativistas gays que estão se manifestando para que o pastor deixe a Comissão de Direitos Humanos.
Para minha surpresa vejo por exemplo desse post no blog do Julio Severo que existem irmãos no nosso meio que também estão indo por esse lado no sentido de tirar o pastor da CDH.
Creio que devemos ter equilíbrio sim, como disse o Bispo Rodovalho : “A democracia está no caminho do meio,” se não for assim, nos tornaremos extremistas religiosos, gerando ainda mais ódio e afastando as pessoas de Deus.
Como Cristãos devemos amar realmente ao pecador e não o pecado sem querer impor nossos valores morais a pessoas que não são convertidas. e termino com as palavras do pastor Aluízio :
Nós somos contra o casamento homossexual e também somos contra o aborto, mas também somos contra a violência doméstica e nas ruas, a pobreza, a escravidão moderna, a injustiça. Precisamos defender a família como Deus aplanejou, mas não podemos nos esquecer da tolerância e do amor.